11
Jun

30 novas impressões sobre o Brasil, segundo uma brasileira vivendo fora do país há 7 anos!

Jéssica Pagliai @ Especial Meu mundo


Pensei muito, mas muito mesmo antes de fazer esse post mas, como achei o assunto interessante, vamos lá… Hehehe

sp-capa

Amanhã começa a Copa do Mundo 2014 no Brasil e, a abertura será na minha terra em São Paulo.

No começo do ano passei 1 mês lá, depois de quase 7 anos sem voltar pra casa… Então minhas reais impressões foram:

 sp-0

Como já esperava, tudo é está diferente… Mas confesso, que bem mais do que imaginava.

O tempo foi uma coisa engraçada pois, apesar de não ter relativamente mudado para mim, se modificou e muito para pessoas próximas…

Pensava que ao sair pelas ruas, iria encontrar vários conhecidos mas, quase não os encontrei… Sim, tive contato com as crianças da minha geração praticamente adultos o que confesso que a princípio me assustou um pouco… Hahaha

A cidade Mogi das Cruzes e grande São Paulo está quase toda modificada! Lojas fecharam, outras abriram no seu lugar… O shopping principal de lá, que quase todo o sábado costumava ir com minhas amigas, está quase 3 vezes maior e cheguei ao ponto de quase me perder lá dentro!

Ahm, outra coisa engraçada foram os orelhões… Pode parecer bobeira mas, não os via há anos e me assustei ao ver que a Telefônica não existe mais e agora a Vivo tomou seu lugar o que confesso, nunca gostei desde que eram só chips de telemóvel…

Falando em telemóvel, outra diferença: a língua! Fiquei impressionada em estranhar pois falamos português do mesmo jeito, apenas em variedades diferentes… E, me pegava sempre a dizer expressões daqui e todos com quem estava a conversar, me olharem com cada de “Uê?” Hahaha 

O clima foi praticamente meu primeiro choque! Afinal, saí no inverno daqui e cheguei no auge do verão brasileiro… E confesso, foi exatamente como me disseram: um sopro de ar quente e escaldante ao sair do avião…

Achei incrível essa capacidade de adaptação que temos pois apesar de muito quente, não foi nem perto da maior temperatura que senti na vida 43º em clima algarvio português mas mesmo assim, tive dias…

Outra diferença que, provavelmente se tivesse esse tempo todo no Brasil não perceberia: os pernilongos digivoluiram! Antes, eles tinham sons das asinhas irritantes batendo perto do nosso ouvido enquanto tentávamos pegar no sono mas agora, eles são quase que silenciosos… E só vamos dar conta dos danadinhos, quando estamos com o corpo cheio de picadas!

Pode parecer estranho dizer isso, mas até a água é diferente da que me acostumei… Aqui e em toda a Europa, a água é muito calcaria o que com o tempo acaba por ser um problema! Sejam nas canalizações, eletrodomésticos e até mesmo na nossa pele e cabelos sentimos sua ação prejudicial… O que no Brasil não existe!

sp-1

Ao mesmo tempo que o transito aumentou absurdamente…

Ninguém acha que 4 horas de viagem para algum lugar é quase o mesmo que ir à Marte!

Percebi que o sabor das comidas industrializadas mudou… Não sei se foi culpa das minhas expectativas altas demais, do calor ou mesmo que a qualidade se encontra bem inferior mas acho que os chocolates especialidades, bolachas Trakinas e salsichas eram bem mais gostosos há 7 anos atrás… Além claro dos fast foods: Estrela, Casa do Pão de Queijo, Toasted Potato não serem mais o que eram também…

Em compensação comida por quilo: que saudade, que delícia! Hahaha

Uma novidade foi a quantidade e variedade absurda de comidas de diversos países nos supermercados que fui… Em um, encontrei até meu chocolate favorito daqui o Milka Oreo apesar de bem mais caro!

O café realmente é diferente… Mesmo brasileiríssimo ganhei o habito de tomar café com os portugueses mas, os que são vendidos aqui são bem mais fortes, o que com leite meia de leite que é o jeito que adoro tomar se torna absurdamente diferente e mais gostoso!

O preço das coisas realmente chega às raias do absurdo, de tão elevados…

Mas, a possibilidade de parcelar em 1001 vezes acaba por ser bem mais fácil de adquirir determinados produtos.

Sim, isso me chamou também a atenção: o consumismo que nós brasileiros possuímos! Eu aprendi aqui a ser bem mais paciente e econômica. Esperar a época das promoções para comprar determinado produto, mesmo que ele não esteja mais na época… Já no Brasil, senti que isso raramente acontece e, mesmo sabendo que um produto é caro e reclamando sobre isso, acabam por o comprar.

sp-2

Para mim, o grande valor a beleza também acabou por se destacar… Acho que por isso que os cosméticos acabam por ser mais baratos que comida!

Falando nisso, realmente eles são incríveis e ainda, fazia tempo que entrava em um salão qualquer independente do público social dele onde, os serviços de estética são incríveis… Por aqui, é muito complicado encontrar profissionais tão bons, principalmente manicures! Além de serem bem mais caros.

Vendedores e até mesmo funcionários públicos são muito simpáticos… Tanto, que até quando você está andando pela rua conversando com outras pessoas, eles quase te puxam para dentro das lojas para ver as novidades! Hahaha

Sei que música é uma questão muito pessoal e também estamos em tempos de Copa mas…

A Internet! Ahhh, internet no Brasil… Desculpa dizer mas, mesmo os maiores planos são inferiores aos mais simples daqui. Então, foi difícil me adaptar principalmente com o Eder aqui… Viber sem chiados, Skype com bom som e imagem, Whatsapp sem cair de repente…!

Cadê 3G? Logo que cheguei, a primeira coisa que fiz foi comprar um chip (da Vivo, com a esperança de, como quase todos em casa usam, ser a melhor) e que horror…! Se no centro da cidade não tinha nem sinal telefônico, imaginem o 3G…

Sei que hoje em dia, com o Whatsapp e até mesmo mensagens quem usa o telefone? Mas aconteceu comigo, algo que contando parece até piada: Liguei para o número do whatsapp de uma amiga e, quem atendeu foi um homem… Achei que estavam brincando comigo, até quando uma mulher muito exaltada começou a gritar ao fundo da chamada. De repente ela pega o telefone e só então percebi que era real: ela achava que tinha conhecido o marido dela no forró do Manezinho (???) e, por eu falar com expressões portuguesas, ainda ficou achando que estava brincando com ela, o que a deixou ainda mais nervosa! :O
Imaginem a situação: Eu, super sem jeito dizendo para ela… Desculpe lá senhora, foi um engano! Acabo de chegar ao Brasil e me enganei no número, achei que era da minha amiga… Mais uma vez, desculpe o engano e vou desligar, Ok? E ela do outro lado, xingando todas as minhas gerações! Hehehe

 sp-3

3-4 horas de diferença fazem mesmo falta, ou não…

Uma coisa que me incomodou demais: perceber o quão errado algumas pessoas andam a falar… Erros piores até que o “mais pequeno” comum aqui em Portugal…

Sobre violência, não dei muita chance ao acaso e pouquíssimas vezes saí de casa à noite e, em nenhuma delas fui à pé por ter consciência que as coisas não são tão calmas como por aqui… Mas, mesmo assim num dia me assustei com isso  Detalhe, passamos por ali por volta das 17h00 e o corpo do ladrão, ainda estava na rua!

Uma coisa que me chocou foi que, em pleno verão não poder sair de casa com a roupa que apetece por engraçadinhos fazendo comentários absolutamente constrangedores e sexistas! Tipo num sábado, eu esperando apenas meu pai estacionar o carro na frente de casa, eu vestida com um short de tamanho normal e uma blusinha de manga… Ao 12h00 num calor horrível ainda ter que ouvir expressões incrivelmente baixas! Aqui e com essa intensidade, não me aconteceu isso: mesmo em grupos de adolescentes, eles têm muito respeito e pudor.

Resumidamente tudo isso, foi o que mais me chocou na minha volta à casa! Hehehe

E, infelizmente as coisas são mesmo o que me disseram, o que antes para mim era apenas um mito: Depois de passarmos mais de 5 anos fora do Brasil, muito dificilmente conseguimos nos acostumar com as coisas brasileiras…!

Espero não ter ofendido ninguém, mas tudo isso que relatei foram mesmo experiências pessoais!

sp-bonus

Brasil, meu Brasil brasileiro…

Beijos.

2 Comentários

 

2 respostas a “30 novas impressões sobre o Brasil, segundo uma brasileira vivendo fora do país há 7 anos!”

  1. Fátima Toledo diz:

    Minha querida !!! Adorei tudo o que você comentou, de verdade !!! Até as críticas (construtivas)… mas para mim, que sou sua mãe, o mais importante dessa viagem foi sua presença linda aqui conosco !!! Matei um pouquinho de minhas saudades infinitas… foi muito rápido,intenso, mas maravilhoso, desde sua chegada até sua ida… não conseguimos fazer tudo o que combinamos mas sei que logo estaremos juntas de novo… agora será minha vez de ir visitá-los e conhecer Portugal, meu sonho desde a infância !!! Você é muito especial minha amada filha !!! Te amo !!!

  2. wilma diz:

    Oi Jessica, adorei ler suas impressões, achei que em todas você tem mesmo razão e tenho certeza que você foi comedida, porque com certeza as coisas por um lado andam bem piores por São Paulo e Rio e o Brasil inteiro,rsrsrs, outras, creio que estão evoluindo a passos de tartaruga. Agora que você veio e sentiu na pele como é compreensível a falta de comentários aqui, a Internet é o que mais me estressa, tanto que estou pensando em me mudar de cidade.
    No momento estou numa lanhouse,rsrsr, e termino desejando muito que sua querida mãe possa o mais breve possível visitá-la, ela vai amar assim como eu aprendi muiiiiito a amar Portugal, especialmente Porto. Beijinhos.

Deixar uma resposta

!-- WP FOOTER -->