17
Ago

#Critica Homem de Aço

Jéssica Pagliai @ Cinema


Ok, eu confesso: O Super Homem nunca foi meu super-herói favorito! Mas, sempre foi o da minha mãe… Sim, na primeira versão, de 1978 ela que foi na estreia no cinema e o assisti em duas vezes em sessões seguidas! Hehehe

Capa

Em Man of Steel, há uma mistura dos dois primeiros filmes, com a origem do Superman e da luta contra o General Zod mas, onde se destaca as ideologias sobre a Terra e o planeta Krypton

Num filme de super-heróis produzido por Christopher Nolan o responsável pela trilogia de Batman e dirigido por Zack Snyder de sucesso com como 300, Watchmen onde estão reiniciando o ícone do super-herói clássico e conseguindo manter sentimentos de emoção e surpresa ao mesmo tempo!

Após o filme insatisfatório “Superman Returns” de Bryan Singer, O Homem de Aço de Snyder é muito superior. Com Nolan e David S. Goyer como os principais roteiristas, um super-herói mais realista foi retratado.

Capa1

O filme gira em torno da história principal dos quadrinhos com pequenas modificações para o dar um toque moderno. Começamos com Zor-El Russell Crowe e Lara Lor-Van Ayelet Zurer dando à luz para Kal-El… Enquanto isso, o General Zod Michael Shannon lidera um grupo de rebeldes e mata os membros do Conselho de Krypton. Em meio a esse caos, Zor-El sacrifica sua própria vida para salvar a de seu filho que é enviado para a Terra e, à medida que o filme avança as semelhanças entre Krypton e da Terra é mais viva onde chegamos a ter uma estranha sensação sobre o destino do nosso planeta. Depois disso então, vemos a história de Kal-El Henry Cavill que também é conhecido como Clark Kent: sua infância, seus problemas enfrentados quando ainda era incapaz de controlar seus poderes e como conseguiu os superar, aprendendo a os controlar e usar sempre que quisesse.

Nesse processo, há uma cena em particular que me chamou a atenção: quando Clark tenta voar, mas falha nas primeiras tentativas… E, essa pequena sequência foi capaz de fazer o filme mais realista!

Já quanto o lado romântico do Superman, não vemos muito alem de breves exemplo da relação entre Clark-Lois, o que não afeta em nada o filme já que quase não havia lugar para o romance. Mesmo que Lois Lane Amy Adams, a repórter vencedora do prêmio “Pulitzer” tenha um papel importante neste filme.

Ainda há sequências de ação fantásticas, e apesar de Ben Affleck ter recusado, seu substituto Snyder provou mais uma vez que ele é o melhor em dirigir sequências de ação! O uso de câmeras de mão para criarem movimentos bruscos foram muito bons e não como estúpidos sopros de carros…

Henry Cavill pode não ter o carisma que Christopher Reeves, mas fez um muito bom trabalho como Superman pois podemos sentir a dor que ele está passando em tem que fazer uma escolha, para salvar o mundo. No outro extremo, vemos Michael Shannon como o General Zod ameaçador é realmente divertido, liderando o grupo revolucionário de Krypton, tão bem como Terence Stamp anos atras. Amy Adams pode não ter o charme de Margot Kidder como Lois Lane, mas ela foi uma boa escolha, Laurence Fishbourne da trilogia Matrix é um muito bom como Perry White e os dois dos atores que retratam os pais do Superman: Russell Crowe e Kevin Costner são incríveis, mesmo com papéis coadjuvantes.

O relacionamento da adolescência de Clark Kent com Jonathan Kent é perfeito. Faora-Ul desempenha o papel de um vilão ardiloso… E claro, Henry Cavill é o Superman que estamos esperando, genuíno para o núcleo e incorpora a definição do herói, que se encaixa no papel como uma luva.

Capa2

O Homem de Aço representa a esperança e a fé na capacidade da humanidade dar o melhor de si e, ao mesmo tempo, o filme mostra um outro lado do Superman que tinha se perdido há muito tempo que não importa o quanto as pessoas podem o amar e não importa quantos aliados ou amigos pode reunir pois ele é completamente sozinho no mundo, e não há ninguém que possa ajudar a aliviar o seu fardo! Clark foi o garoto estranho que cresceu em Smallville, com um medo constante de ser rejeitado. Mas apesar disso e com todo o poder que possui luta, olha e faz de tudo que está no seu poder para um futuro melhor. Poderia ter sido fácil de abusar de seu poder, e mesmo assim ele continuamente se dedica à nossa causa e nosso futuro. E esses aspectos, não são incrivelmente familiares com uma outra história? Hehehe

Mas também, conseguiu apontar um aspecto de Superman que não se tinha realmente considerado antes, aquele que ele não é perfeito… Já que algumas pessoas morreram no filme, e todos nós sabemos que os super-heróis especialmente da DC não são os maior fãs da morte. Em uma determinada ocasião ele tem o poder e a oportunidade de salvar, mas não podia, pois uma maior ameaça tinha que ser eliminada.

Tem algumas sequências de ação muito boas, uma grande história, efeitos CGI alucinante e simplesmente fora deste mundo, e uma trilha sonora que dá todo o charme ao filme que conseguiu manter traços originais! Claro que não deixa de ter falhas, mas o filme é um blockbuster sólido e sincero…

Às vezes dá escorregas, mas o visual é impressionante o suficiente e Cavill é simpático o suficiente para que funcione, se encaixando no século 21 e posso dizer que Man of Steel é a versão de Cavaleiro das Trevas de Superman, mas muito menos sombrio e cheio de emoções.

Capa3

Então, para resumir: Mesmo como um filme de super-heróis, Man Of Steel é também um drama sci-fi sobre um alienígena enviado à Terra e tentando viver entre nós. Ao contrário do de 1978, ele aborda as emoções de Clark Kent, se encontrando como Kal-El e se tornando o Superman, que todos nós conhecemos… Com uma nova abordagem e temas mais pessoais e conflitos da “vida real” do herói. Afinal de contas, eles também experimentar a alegria, amargura, tristeza, dor, e toda uma gama de emoções.

Graças aos efeitos visuais incríveis, nos dá um olhar incrivelmente detalhado entre os mundos, tanto do planeta Krypton e o caos de Metropolis.

Este “novo” Homem de Aço por ser muito escuro, por ser a sério, quebrar os moldes anteriores e oferece sequência de luta prolongada… Empresta muito desse tratamento de “O Cavaleiro das Trevas”, e é altamente eficaz! Este filme é um reboot e mesmo assim não segue todos os outros que vieram antes dele… Então, com os elementos adultos, não é uma homenagem ou continuação dos filmes anteriores e sim, uma nova criação para nós, que somos uma nova geração, que considera que ao mesmo tempo que existe muita dor e conflitos no mundo, também há beleza!

Sua estreia aqui em Portugal foi no dia 14 de Junho, e no Brasil em 12 de Julho.

 

Bonus

 

Tem que decidir que homem vai se tornar e, seja lá quem ele for… Irá mudar o mundo!

Beijos.

2 Comentários

 

2 respostas a “#Critica Homem de Aço”

  1. mark diz:

    Yo bro come play zSilencer.

  2. […] Homem de Aço continuaria sendo Henry Cavil, e o Cavaleiro das Trevas a escolha mais que controversa Ben […]

Deixar uma resposta

!-- WP FOOTER -->