16
Jun

#Critica Prometheus

Jéssica Pagliai @ Cinema


The search for your beginning may lead to our end

E é uma tarefa muito difícil falar sobre Prometheus sem estragar as surpresas… Por isso então, vou dar meu máximo para que isso não aconteça, ok? Hehehe

Como acho que muitos já sabem, o filme faz parte do universo Alien conjunto essa, anterior ao primeiro filme sem focar nos extraterrestres mas sim, conta uma nova história que marca a junção entre os dois mundos.

 

Prometheus te coloca a bordo, onde vemos uma humanóide procurando criaturas alienígenas para buscar respostas sobre a criação do homem. E então assim, damos um grande salto no tempo rumo ao futuro, introduzindo personagens e mantendo a constrição desse mistério de uma forma com um ritmo perfeito! Sim, mesmo tendo muitos pontos em comum com os outros filmes da série, há muito mais suspense nos eventos que se desenrolam…

O enredo é bem simplista, e parece seguir o mesmo enredo de “Alien” uma vez que não há como estabelecer comparações. Como o primeiro, Ridley Scott mostra mais uma vez como somos tão fascinados por coisas que nunca viram, não dando em conta do que as coisas perigosas que poderia ser capaz de fazer. Mas, ao contrário do filme original, eles realmente não sentem o perigo, até o final do filme que eu desejo para não estragar.

No elenco, vemos Michael Fassbender como David foi o destaque do filme, que é de longe o personagem mais interessante e Noomi Rapace como a protagonista Elizabeth Shaw que também esteve bem. O elenco de apoio que trás Logan Marshall-Green como Charlie Holloway, Theron Charlize como Meredith Vickers, e Idris como Elba Janek são ótimos de assistir mas talvez não tiveram o tempo de desenvolvimento suficiente, quase como se houvesse grandes cenas cortadas que teria explicado melhor certas ações e reações…. Mas para nossa alegria, Scott e sua equipe conseguiram manter o filme em um ritmo muito bom e com uma profundidade emocional nos momentos certos.

A arte do filme é realmente incrível, com conjuntos lindos de imagens. Uma coisa que achei bem interessante foram os efeitos especiais serem poucos e distantes entre si, com o propósito de usar tantas filmagens “reais” quanto possível, para assim dar uma maior realismo.  E os efeitos visuais em 3D foram definitivamente definitivamente de outro mundo! Hehehe

Prometeu está longe de ser perfeito, mas no final, ele vai fazer você esperar as possíveis sequelas. Ainda assim, é fascinante e absolutamente recomendável…

Então para resumir: O filme parece brilhante especialmente em 3D e tem grandes atuações (especialmente de Fassbender, Rapace e Elba) e tem alguma ação. Acho que a história realmente não faz muito sentido… Cientistas que vão descobrir nossas origens realmente não parece ter muita relevância para nada, e apenas confunde o filme. Em seguida, houve um personagem totalmente inútil Guy Pearce que realmente não acrescenta nada e ainda parecia estar controlando a maior parte das motivações principais personagens. Apesar disso, gostei da certa tensão do personagem de Michael Fassbender, que dominou o filme. No geral eu acho que esse filme foi bastante decepcionante principalmente para quem espera um filme com Ridley Scott de Alien e Blade Runner. No entanto mesmo com a história pobre, foi salva por algumas atuações de primeira classe, grande direção e claro, um visual deslumbrante.

Sua estreia aqui em Portugal foi no dia 07 junho, e no Brasil em 15 de junho.

Beijos.

2 Comentários

 

2 respostas a “#Critica Prometheus”

  1. Monie diz:

    Eu não assisti o filme ainda, só vi o trailer e também notei que faltava um pouquinho de história, mas achei que o filme iria explicar melhor. Parece que não, né! rs

    Assim que eu assitir, dou uma opinião mais válida.
    Beijo, beijo!

  2. CerejaTop diz:

    JehJehzinha, você ainda vai acabar escrevendo para um site grande fazendo resenhas. É o único filme que quero ver e você não tirou surpresa nenhuma mas ainda aumentou ainda mais minha curiosidade.
    Quando eu soube que era ligado ao Aliens pirei, eu sou fãzona da série e vamos ver se era apenas pela Sigourney Weaver.

    Beijão!!

Deixar uma resposta

!-- WP FOOTER -->