04
Nov

#Crítica, Puro aço

Cinema Filmes & Séries

A coragem é mais forte do que o aço.

Confesso que pensei que ia ser mais um daqueles filmes bregas, exagerados ao estilo Transformers… Mas fiquei realmente surpresa!

Mesmo no contesto de uma ficção, uma vez que por enquanto as lutas não são protagonizadas por robôs, tem elementos que deixam o filme real. Ok, é uma história que já vimos fazer um milhão de vezes … Mas nunca tão criativa e com esse tipo de plano de fundo!

Hugh Jackman… Sempre pensamos nele como Wolverine, né? Com garras de Adamantium rasgando coisas, com ar selvagem e feroz; Mas este filme traz uma imagem de um Jackman totalmente novo: Como um pai caloteiro e arrogante, ex-boxeador que transforma as lutas de gladiadores robôs em sua própria vida! Como sempre fez um ótimo trabalho, mas a verdadeira estrela do show é, sem dúvida, o filho de seu personagem, interpretado por Dakoto Goyo. O garoto parece chatinho no começo e quando menos esperamos, se torna totalmente cativante!

O final nos deixa cheios de dúvidas o que para eu curiosa como sou não é muito legal mas, quem quer um grande fim, quando podemos vê-lo durante o filme inteiro?
Tem alguns momentos grande comédia, as relações entre os atores sentiram genuína e não exagerado ou forçado. Os robôs divertidas e imaginativas, nos dando o gostinho de que o esporte fosse mesmo real, mesmo para mim que não gostava de lutas, até então admito… Hehehe

Você vai torcer, chorar, rir e ser completamente surpreendido!

Com a mesma adrenalina de Rocky e com um conjunto muito melhor de ação e elenco e grandes atuações…

Infelizmente não tem material para concorrer ao Oscar, mas é um grande filme, e no final de tudo, apenas isso já importa!

 

Então para resumir: O filme é incrível! A história é uma graça, as atuações fenomenais, efeitos especiais excelentes… Não falta nada, já que lá estavam: a ação, o drama, a comédia e até uma pitadinha de romance… O que eu mais gostei foi a química entre Charlie, Max e Bailey e cada um dos personagens no filme. Todos que trouxeram seus personagens para a tela, sopraram para nossas mentes suas performances. Devo dizer que eu não esperava que este filme seja tão bom. Minhas expectativas eram altas para os efeitos especiais e atuação de Hugh, mas o que este filme trouxe foi muito mais que isso. Recomendo, por não se destacar em sua grandeza mas sim pelas alucinantes performances!

Sua estréia aqui em Portugal foi no dia 03 de novembro, e no Brasil foi em 21 de outubro. 

Beijos.

9 Comentários
!-- WP FOOTER -->