18
Abr

Review | Little Big Planet

Games

Já tenho esse jogo há muito tempo… Desde a epoca da invasão na PSN (PlayStation Network) em que o servidor foi abaixo e, depois de alguns meses quando voltou disponibilizou 2 jogos para aqueles que tinham feito cadastro antes, para repor o tempo de espera…

Mas voltando ao review, hehehe

★★★★★

LittleBigPlanet tem um clima de fantasia onde o jogador tem diversas habilidades para interagir com ambiente. Há itens para colecionar e quebra-cabeças, cuja solução requer lógica e colaboração em grupo. Quanto mais explorar o mundo, mais o jogador aumenta sua capacidade de criar e modificar o cenário. Os jogadores são o principal agente de criação do conteúdo o que permite modificar o cenário e criar as próprias regras do jogo, usando os materiais encontrados no mundo virtual e as habilidades dos personagens.

Alguns dados sobre o jogo:

console testado: Playstation 3
disponível para: PlayStation3 e PSP
ano de lançamento: 2008
idade mínima recomendada: +4

 

Os Gráficos tem uma das melhores direçãoes de arte dos jogos modernos, o fazendo criativo e muito bonito! O foco principal é baseado em torno do jogador com seu personagem em 3 planetas e cada um deles está concentrado na area do jogo: Jogar planeta principal onde temos acesso a história principal ou princi, Criar chamado de My Moon, onde os jogadores têm acesso a níveis criados ou copiados. Cada cratera na lua detém um nível e Compartilhar planeta, ou Info Lua, onde os jogadores podem acessar a sua lista de amigos, níveis de jogabilidade estatísticas e os seus corações e criadores ou pode selecionar uma pessoa na sua lista de amigos para ver os seus níveis publicados.

Ainda no menu principal já em modo de jogo uma bolha que permite o acesso aos trajes, decorações, autocolantes, materiais, ferramentas e editar mensagens. É contextual e exibe algumas séries de opções, dependendo se o usuário está jogando um nível de edição ou no seu casulo. As etiquetas podem ser coladas sobre qualquer superfície no mundo do jogo, essas etiquetas podem ser criadas a partir de fotos tiradas usando o PlayStation Eye.

 

Os Sons e a música são divertidos e ajudam a entrar na história desse mundo dos sonhos.

A Jogabilidade é incrível, principalmente quando se mistura ao online. Falando nesse conteúdo, uma grande parte da comunidade de LittleBigPlanet são suas funcionalidades através da PSN PlayStation Network onde o jogador poder interagir e compartilhar seus níveis e outras modificações, assim como também jogar online, já que apresenta uma gama de opções multiplayer. Até quatro usuários locais podem jogar juntos no modo Criar, enquanto a capacidade de criar níveis com até quatro jogadores online será adicionado em uma atualização, em algum momento no futuro. A forma como os utilizadores que comprometem o nível dependente da concepção do plano e a forma como os usuários escolham a desempenhar, permitindo que os jogadores possam escolher se jogar cooperativamente ou batalha contra si, para chegar até à linha de chegada em primeiro lugar, ou recolher mais bolhas.

O jogador tem um coração, um recurso à sua disposição, que lhes permite especificar quais níveis, autocolantes e decorações preferem e desta forma, as pessoas podem o usar para mostrar seu apreço por criações de outros jogadores, como sua visita online ao amigo marcado pelo coração e visualização de itens.

Existe ainda uma comunidade especializada no jogo um site chamado LittleBigWorkshop que complementa e compartilha os recursos do jogo. Se registrando com as suas identificações na PSN, os usuários são capazes de criar projetos para o nível desenhos, visualização em profundidade, tutoriais e participar de desafios.

 

A Longevidade do jogo consiste em uma série de níveis, que tem sido criado pela Media Molecule e se baseia em torno de diferentes temas que inspiram a partir de locais reais do mundo, tais como jardins japoneses, desertos, ruas de Nova Iorque e fases geladas. Ao completar os níveis disponíveis para eles, o jogador pode então avançar a história e jogar mais para desbloquear os níveis. O modo de história se resume em oito áreas temáticas, onde cada área conta com três ou quatro níveis principais e alguns desses níveis por sua vez, contêm as chaves para desbloquear artigos colecionáveis, bônus ou ainda mini-níveis. A história principal conta com 50 fases pré-construída de níveis no total.

Para controlar o seu personagem o jogador se desloca, dá salto com diferentes graus de altura, agarrar objetos, mover ou balançar utilizar a mesma pressão. Para além de regular para esquerda-direita e de circulação e apesar da aparência do jogo ser 2D, as fases são compostos por três níveis de profundidade, novos conhecimentos, meio e fim que pode ser percorrido automaticamente pelo jogo em si, ou pelo comando do jogador. O jogador pode optar ainda por atacar seu Sackboy aplicando diferentes graus de entusiasmo, medo, tristeza, raiva e controlar cada braço independente através do analógico, podem dar bofetadas em outros jogadores por vibrações no braço com o movimento análogico, e utilizar o sensor de movimento para animar a cabeça e o corpo do personagem e pode acessar o menu a qualquer momento. Há uma grande variedade de objetos pré-construídos, presentes em níveis que podem se interagir. Estes objetos são justamente os que foram construídos a partir de elementos mais básicos incluindo materiais, que atuam de uma forma são fisicamente semelhantes às que representam. Ou aqueles  que são construídos com componentes mecânicos, tais como motores, pistões, jatos, arames e molas também agem do mesmo modo, onde níveis pode apresentar perigos e que se deve evitar como o fogo, explosivos, enquanto que podem danificar o personagem deixando machucado e tendo mais dificuldades para passar de níveis ou pode ainda ser esmagado se ficar preso em algum objeto pesado ou entre itens. Se um jogador perder a vida desta forma, um sistema de verificação garante que o jogador pode começar novamente de onde salvou recentemente pelo checkpoints, embora tem um número limitado para fazer isso.

Cada nível contém um número de bolhas depontuação que podem ser recolhidos de forma a aumentar a pontuação do jogador para bater os seus próprios, e de outros jogadores. Os usuários podem coletar maiores bolhas conhecido como prémio bolhas que contém itens colecionáveis. Muitas delas estão escondidas ou são difíceis de alcançar os lugares, algumas delas inclui itens, tais como novas vinhetas e decorações, ou novos materiais e objetos que podem ser utilizados pelo usuário para criar seus próprios níveis. Alguns desses itens ocultos podem ser acessados usando o menu e as etiquetas autocolantes para colocar sobre o nível de peças especiais.

O Vestuário e acessórios especiais para o controlador do Sackboy é obtida através do preenchimento dos níveis sem perder uma vida. Além do prêmio bolhas, coletar as chaves encontradas em níveis principais para desbloquear novos mini-níveis, com objetivos únicos, tais como saltar um pólo de fiação ou saltando para agarrar bolhas, a velocidade, tais como níveis corridas.

 

Resumindo: Little Big Planet é um daqueles jogos muito raros que vão impressionar você imediatamente em quase todos os níveis…

Seguindo através dos níveis previstos, uma vez que você ficar on-line você perceber que todo o jogo não era nada mais do que um nível de introdução para todos os jogos incríveis sendo criados por seus colegas. Realmente esse é o próximo passo nos jogos de console!

 

O preço em média é de R$ 99,00 no Brasil e aqui em Portugal, € 19,99.

O tipo de jogo que não só se move sistemas fora das prateleiras da loja e vai fazer o Wii e Xbox 360 morrerem de inveja… Hehehe

Beijos.

14 Comentários
11
Jan

Review | De Blob 2

Games

Há tempos que estou com vontade de criar essa nova categoria e, aproveitando o inicio do ano eis que a transformo em realidade!

Temos um PS3, mas a maioria dos jogos são do namorido! Por isso, quero falar por aqui não apenas dos jogos do videogame, mas também de outros equipamentos… E claro, dando total preferência para aqueles joguinhos de garotas.

Para começar…

 

★★★★★

De blob 2 segue a história de da primeira versão, mas agora em tempos de eleição geral em Prisma City. Um padre misterioso chamado Papa Blanc, é o principal do vilão do primeiro jogo. Comrade Black disfarçado,está fazendo o máximo para fraudar o resultado da votação com um braço de metal artificial em cada cabine de votação que pressiona Blanc, permitindo seu culto de Inkies para destruir todos os tipos de cores estragando assim a metrópole. A Corporação INKT. como antes, consegue drenar toda a cor da cidade e também transforma seus habitantes Raydians, em seres hipnotizados. Mais uma vez, cabe ao Blob e seus amigos do metro de cores, restaurar a cidade à sua glória vibrante de cores.

Alguns dados sobre o jogo:

console testado: Playstation 3
disponível para: Playstation Move, Xbox 360, Nintendo Wii e Nintendo DS
ano de lançamento: 2011
idade mínima recomendada: +7

Os Gráficos são, no mínimo divertidos. Começam sempre com os cenários em cinza e, ao decorrer do jogo seguimos pintando e o colorindo. Os exteriores, são mais repetitivos enquanto os interiores, passam por interiores de grutas, de edifícios, de faróis, entre outros …

Gradyans são os serezinhos simpáticos, que por estarem mergulhados em um negrume terrível são como zumbis e, ao pintá-los voltam ao seu “normal” já que são bichinhos extremamente simples e sem grandes traços físicos ou de personalidade, estando apenas por ali… Por fim o nosso herói. Ele é uma bolha que vive pulando, pintando, saltando, se ensopar de tinta…

Os Sons, sendo o Blob uma bolha, seus sons são cômicos. Como quando se ensopa de tinta, pinta os objetos, bate nas paredes, ao apertar os gatilhos para liberar a cor de determinado local… Tudo isso acompanhado pelos seus determinados e engraçados sons.

A trilha sonora acompanha a evolução do jogo, começando de uma maneira mais discreta e aumentando de tom à medida que pintamos os ambientes e libertamos os demais personagens.

 

A Jogabilidade apresenta um aspecto bem ao estilo cartoon, o que aliado a uma jogabilidade simples e fácil faz dele um ótimo passatempo familiar agradando desde o mais novo, ao mais velho. O que torna esse o seu ponto forte: um jogo para qualquer idade.

Um ponto negativo porem é não oferecer a tradução para português, levando assim os menores a terem uma dependência desnecessária dos adultos.

Já seus comandos são bem fáceis, bastando pressionar: R1 para nos ensoparmos de tinta, o triângulo para termos um arco bússola que contem as direções mais importantes, tudo se processando de um modo super acessível.

Por sermos nossos próprios controladores do tempo, pode no dar muitas vezes momentos de desespero, pois ao se esgotar temos que repetir as ações desde o começo. O que nos facilita porem, é ao decorrer da aventura e que vamos terminando as ações da ilha, vamos recolhendo pontos que nos permitem comprar upgrades para o nosso Blob, que vão desde o aumento da quantidade de tinta que podemos ensopar, a um maior ataque…

A Longevidade, é viciante e divertida! Daqueles que merecem voltar a serem jogados… Hehehe

São cerca de 12 cenários diferentes em Prisma City, e cada um tem fases que apresentam várias outras missões opcionais. O que realmente faz querer voltar para pintarmos mais.

Resumindo: De Blob 2 é um bom jogo e um de meus favoritos. Embora à primeira vista pareça ser indicado ao público mais infantil, consegue também trazer ao adulto bastantes momentos de diversão e em algumas raras ocasiões, um grande desafio.

Viciante, engraçado, divertido, sem bugs e que traz mais cor aos nossos olhos… Tanto que é que é até possível sentirmos uma sensação de bem estar depois de pintarmos as diversas fases de Prisma City.

Mas atenção: se você é daqueles jogadores que procuram ações mais sérias e exigentes, fuja deste jogo.

O preço em média é de R$ 199,00 no Brasil e aqui em Portugal, € 19,99.

E o que acharam dessa novidade aqui no #jehjeh?

Espero que gostem! Hehehe

Beijos.

7 Comentários
!-- WP FOOTER -->