08
Out

Itens que transformam das ocasiões mais encantadas!

Boas Idéias Coisinhas Comprinhas

Confesse: Que garota, nunca sonhou em crescer e se tornar uma princesa? Hehehe

Capa

Ok, crescemos e percebemos que nos palácios reais, infelizmente as abóboras não se tornam carruagens, que a louça do castelo não cria vida, nem a bruxa má nos envenenará com uma maçã uff, ainda bem! Hehehe

Mas, que tal deixamos cada ocasião mais encantada? Eis que uma fada madrinha virtual chamada Etsy, pode nos dar uma ajudinha:

 

Para quando você precisar de um amigo todo-poderoso…

1

Encontre aqui!

(mais…)

Nenhum Comentário
27
Abr

Era uma vez: As princesas do século XXI

Polêmica

Com o casamento do ano mais aguardo e comentado por todo o mundo, o do principe Willian com a plebéia Kate Middleton levanta a questão: Será que o “felizes para sempre” existe mesmo? Será que o sonho de toda a menina, em se tornar princesa e viver um eterno conto de fadas é mesmo real; Ou será tudo pura ficção, criada pelos livros e filmes infantis?

Separei algumas princesas do mundo real, e acreditem não é bem como assistimos em Cinderela…

.


Princesa Madeleine, Suécia: É a princesa da Suécia. Com 28 anos de idade, ela é a mais jovem integrante da família real sueca e terceira na linha sucessória ao trono. Uma filantropa, ela regularmente chama a atenção para as questões globais, inclusive participando de iniciativas da UNICEF. Além disso, seus belos olhos azuis e paixão pela moda lhe renderam uma vaga na lista das 20 Jovens Reais Mais Quentes, pela Revista Forbes.

Polémica: A filha do rei Carl XVI Gustaf, da rainha Silvia (que viveu por dez anos no Brasil), e Jonas Bergstroem advogado quatro anos mais velho, romperam seu noivado, após relacionamento de oito anos: “A princesa Madeleine e Jonas Bergstroem decidiram tomar caminhos separados. Eles consideram que a melhor coisa é seguir caminhos diferentes”, informou o palácio em comunicado. A casa real sueca havia anunciado em 11 de agosto de 2009 o compromisso da princesa Madeleine com Bergstroem. A princesa e o advogado pediram à imprensa que demonstre respeito e consideração, já que “precisam de calma e paz nesta situação difícil”. Os rumores de crises entre o casal tinham sido constante na imprensa sueca, levando a Rainha Silvia a comunicar o então casamento, anunciado em 2010. Em histórias recentes, Bergström teria “escapadas noturnas”, e confissão de uma jovem modelo norueguesa alegado romance com o jovem durante um ano, o qual não foi negado e alimentaram as especulações sobre o futuro da relação de que, até poucos meses parecia perfeita.

.

Princesa Sikhanyiso, Suazilândia: Princesa rebelde de temperamento forte e constante desobediência.

Polémica: Sua ruptura constante das normas e comportamento franco deram a ela o rótulo de “criança selvagem” e diversas brigas. Mas, que seus pais reais conseguiram colocá-la na linha, no entanto, ainda é uma dúvida. Ela também é uma aspirante a atriz e rapper.

.

Letizia Ortiz Princesa das Astúrias, Espanha: É uma ex-jornalista espanhola, actual esposa do herdeiro da Coroa de Espanha, o Príncipe das Astúrias Filipe de Bourbon. É portanto: A princesa herdeira consorte do Reino de Espanha, recebendo os títulos de Princesa das Astúrias, de Girona e de Viana, Duquesa de Montblanc, Condessa de Cervera e Senhora de Balaguer.

Polémica: É noticia pela constante mudança de visual e uma biografia não autorizada. O livro, “Una republicana en la Corte del rey Juan Carlos” que já chega a sua terceira edição, tem despertado grande curiosidade devido às histórias sobre os alegados consumos de drogas, um aborto no México e uma militância republicana, por parte da princesa das Astúrias.

.

Princesa Iman bint Al-Hussein, Jordânia: Quando o assunto é belas princesas e rainhas, o reino da Jordânia nunca deixa de impressionar. A princesa Iman bint Al-Hussein, a filha do falecido rei Hussein, não é exceção. Sua beleza permanece incontestada no mundo árabe

Polémica: O fato de que ela serviu no exército jordaniano, mostra que ela não tem medo de desafios.

.

Princesa Charlotte de Hanôver, Monaco: É filha de Caroline, princesa de Hanôver e neta da lenda de Hollywood, Grace Kelly. Ela é a quarta na linha de sucessão ao trono de Monaco.

Por detrás da coroa: Além de ser uma princesa, ela também é escritora e já trabalhou em muitas prestigiosas publicações britânicas, incluindo na revista Another e no jornal The Independent.

.

E viveram felizes para sempre?

Beijos.

7 Comentários
24
Mar

Primavera, a época das flores… E das alergias

S.O.S

A primavera é a estação do ano mais linda, colorida…
Mas com ela podem vir diversas alergias, chamadas sazionais uma vez que a manifestação de alguns sintomas, que ocorrem num determinado período do ano.
Diferente das substâncias que provoca ou pode provocar alergia como os ácaros do pó, que são responsáveis por alergias perenes, ou seja, que ocorrem durante todo o ano.

Também denominada polinose, ou, mais vulgarmente, febre dos fenos, esta alergia é causada nesta estação pois, mesmo havendo pólenes no ar durante todo o ano, é na Primavera que as concentrações são mais elevadas. E como no Verão, surgem outros agentes que causam reacções alérgicas. Algumas são muito graves, podendo ser fatais mesmo sendo bastante raro, como por exemplo, a alergia a veneno de insectos.

De acordo com a Dr.ª Ângela Gaspar (Imunoalergologista) “Quando ocorre uma reacção grave à picada de abelha ou vespa, é uma situação de emergência médica, sendo que estes doentes devem ter indicação para terem consigo um kit de auto-administração de adrenalina”. Ressalva ainda que “A manifestação mais frequente à picada de insectos, como mosquitos e melgas pernilingos, é uma reacção limitada à pele, correspondendo a lesões vesiculares muito pruriginosas (comichão coceira) denominadas estrófulo.

.

Mas porquê na Primavera?

A alergia a pólenes é a forma mais frequente de alergia sazonal. Mas, qual a razão de ocorre tipicamente na Primavera?

A Dr.ª Ângela responde, “Em Portugal, assim como em outros países da Europa mediterrânica, a principal causa de alergia a pólenes são as gramíneas (fenos grama). Estas são muito frequentes e polinizam em plena Primavera, atingindo o seu pico máximo habitualmente durante os meses de Maio e Junho. As reacções à erva parietária (alfavaca de cobra) também são frequentes no País. O período de polinização costuma ser mais alargado, ocorrendo sintomas durante toda a Primavera e início do Verão”. E, os pólenes de árvores, a oliveira é a principal causa de alergia entre as árvores, no País, sendo o seu período de polinização também na Primavera.

As concentrações dos pólenes existentes no ar dependem da época de polinização, que é específica para cada planta, coincidindo para a maioria das plantas, pois dá-se uma subida mudança de temperatura.
De ano para ano, podem existir variações, na época polínica principal, a altura do ano em que ocorre o pico de maior intensidade, em relação às concentrações observadas.

A explicação ainda, reside na influência das variáveis meteorológicas: a ocorrência de chuva (previamente à época polínica) condiciona fortes concentrações de pólen quando a precipitação se interrompe, com os dias quentes e ventosos; em contra partida num ano seco, condiciona uma vaga polínica é menos intensa, em particular das plantas mais sensíveis à falta de água, como as do tipo gramíneas.

.

Perfil dos indivíduos

Os sintomas ocorrem na época de maior concentração dos pólenes, sendo desencadeados, em especial, no exterior dos edifícios, sobretudo com tempo quente, seco e ventoso.

Os sintomas podem alterar muito a qualidade de vida do doente alérgico. A alergia a pólenes é uma causa frequente de manifestações alérgicas, que podem ser do aparelho respiratório (asma e rinite), dos olhos (conjuntivite) ou da pele (urticária e eczema).
A rinite alérgica é a manifestação mais frequente. Pode atingir até 1/3 da população portuguesa e é caracterizada pela ocorrência de espirros, pelo nariz entupido, pela comichão e o pingo no nariz. Estes sintomas podem ser acompanhados por conjuntivite alérgica (olho vermelho, lacrimejo, comichão e inchaço). São igualmente frequentes a asma caracterizada pela dificuldade em respirar, pieira, cansaço fácil e tosse, a urticária e o eczema: sintomas alérgicos da pele. E em muitos casos, vários destes sintomas acontecem em simultâneo.
De igual modo, a frequência das mesmas queixas eram já habitualmente sentidas pelos pais, irmãos, avós ou tios, traduzindo o carácter familiar da doença;

Mas atenção: A confirmação do diagnóstico e identificação do tipo de pólen a que é alérgico, deverá ser efectuada por médico especialista em Imunoalergologia, conjugando-se a história clínica, com a realização de testes cutâneos de alergia ou métodos de diagnóstico laboratoriais.
.

Medidas preventivas para os doentes alérgicos a pólenes


Algumas formas de prevenir as crises alérgicas causadas pelos pólenes:

Consulte o Boletim Polínico:
Encontra-se disponível todo o ano no site oficial da SPAIC (Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica – www.spaic.pt) e na Primavera também em alguns meios de comunicação social, para saber as concentrações dos pólenes no ar ambiente (baixas/moderadas/elevadas).

Programe as suas férias: Para evitar o contacto com um pólen específico a que seja alérgico, programe as suas férias elegendo locais de baixas contagens polínicas (ex. Neve ou praia). Poderá saber a altura de polinização máxima pela consulta do Boletim Polínico.

Evite realizar actividades ao ar livre: Evite realizar actividades ao ar livre quando as concentrações polínicas forem elevadas. Passeios no jardim, cortar a relva, campismo ou a prática de desporto na rua, irão aumentar a exposição aos pólenes e o risco para as alergias.

Mantenha as janelas fechadas:
Use filtros de partículas de grande eficácia nos carros e viaje com as janelas fechadas. Os motociclistas deverão usar capacete integral. Em casa deverá manter as janelas fechadas quando as concentrações dos pólenes forem elevadas.

Use óculos escuros:
Uma forma de minimizar queixas oculares é a utilização de óculos escuros sempre que sair à rua.

Faça a medicação prescrita: A medicação será a forma mais eficaz de combater os sintomas da alergia a pólenes. Consulte um médico especialista de Imunoalergologia para o diagnóstico correcto e prescrição do tratamento adequado. A prevenção poderá passar pela realização de vacinas anti-alérgicas.

.

Algumas medidas preventivas, para os doentes com alergia à picada de insectos

Existem várias medidas que os doentes alérgicos ao veneno de insectos podem tomar durante a Primavera e Verão e que permitem minimizar a exposição a insectos, tais como: abelhas, vespas ou mosquitos.

As medidas preventivas indicadas são:

Evitar locais onde estes insectos costumam estar: jardins com flores, árvores de fruto, troncos caídos (onde as vespas costumam construir os ninhos);

Evitar perfumes ou cosméticos com cheiros activos de flores ou mesmo frutos; evitar o uso de roupa larga com cores claras ou com padrões florais;

Evitar beber e comer doces e frutas ao ar livre; evitar caixotes e contentores de lixo;

Conduzir veículos com as janelas fechadas; usar capacete, luvas e manter o corpo o mais coberto possível quando andar de bicicleta ou moto;

Nunca andar descalço especialmente em relvados;

Tenha muito cuidado ao fazer ginástica e exercício ao ar livre, porque o suor atrai estes insectos;

Andar sempre com o seu kit/estojo de emergência, não o deixar no carro ou em casa. Os doentes com reacções graves à picada de insectos têm indicação para ter sempre consigo um kit para auto-administração de adrenalina, pelo que devem saber utilizá-lo, bem como os seus familiares e amigos para que o possam auxiliar, caso seja necessário. Estes doentes deverão ser observados por um especialista, que avaliará a indicação para efectuar vacina anti-alérgica em ambiente hospitalar. Este tipo de tratamento é altamente eficaz nos doentes alérgicos à picada de vespa e de abelha.

.

By: Para que não lhe falte ar

Espero que tenham gostado das dicas.
Pois mesmo tendo bastante ocorrencia aqui no continente europeu, nenhum está livre sendo válido então para todo o mundo!

Beijos.

3 Comentários
23
Fev

Albergues, as Pousadas da juventude… Por que não?

Meu mundo

Para aqueles que querem viajar, e economizar na hospedagem, os albergues ou pousadas da juventude (como são chamados por cá) são uma óptima opção. Alem de serem um meio de hospedagem de baixo-custo em comparação com os meios de hospedagem tradicionais, tais quais pousadas e os hotéis, contam com as mesmas condições em termos de  segurança, limpeza (mesmo sendo por conta do hóspede), diversão, entre outros…

A maioria das pessoas que frequentam os albergues são geralmente estudantes ou viajantes que querem um meio de hospedagem acessíveis ou apenas para passar as noites em um lugar confortável.

Existe site Hostel World, especializado neste tipo de serviços e acomodação, que premiam em uma classificação curiosamente chamada de Hoscar, consagrando nas 3 primeiras posições da categoria “Mundo” albergues portugueses, mais precisamente de Lisboa:

Travellers House com diárias a partir de 15 euros que além do prémio principal foi eleito ainda o melhor nas categorias: “Albergues grandes” (mais de 50 leitos), “Ambiente”, “Segurança”, “Equipe” e “Diversão” com geral de 98%;

.

Lisbon Lounge Hostel ( com diárias a partir de 18 euros) “Albergues pequenos” (até 50 leitos) e “Limpeza”;

.

E Living Lounge Hostel (com diárias a partir de 18 euros), que também facturou o segundo lugar na categoria “Albergues grandes”. Para acessar a lista completa dos vencedores, veja Aqui .


.
Existem diversos albergues ao redor do mundo e muitos fazem colaboração internacional para poder oferecer descontos principalmente aos estudantes universitários que desejam conhecer outros países fazendo uma viagem económica na maioria das vezes.

Os melhores albergues de cada região, são:
.
América Latina:

1- Andes Hostel: Santiago, Chile
2- Hostel Suites Florida: Buenos Aires, Argentina
3- Hostel Suites Obelisco: Buenos Aires, Argentina
.
América do Norte:

1- Montreal Central: Montreal, Canadá
2- ACBB Hostel Niagara: Niagara Falls, EUA
3- USA San Francisco Hostel: San Francisco, EUA
.
Europa Oriental:

1- The Naughty Squirrel Hostel: Riga, Letuânia
2- Greg & Tom Hostel: Cracóvia, Polônia
3- Hostel Mostel: Sofia, Bulgária
.
Ásia:

1- Hang Tang Inn Youth Hostel: Xi’an, China
2- Back Home Kuala Lumpur: Kuala Lumpur, Malásia
3- Sims Cozy Garden Hostel: Chengdu, China
.
África:

1- Dahab Dorms: Dahab, Egito
2- Backpack & Africa Travel Centre: Cidade do Cabo, África do Sul
3- La Casa Del Sol: Marrakech, Marrocos
.
Oceania:

1 – Sydney Harbour YHA: Sydney, Austrália
2 – Nomads Queenstown: Queenstown, Nova Zelândia
3 – Blue Parrot: Sydney, Austrália

By: O Globo – Boa viagem
.

Espero que tenham gostado e que, nas próximas viagens incluam os albergues pousadas da juventude no roteiro…rs

Beijos.

8 Comentários
04
Ago

O fantástico mundo de Bobby

Hora da Saudade

Não é querendo me gabar, nem nada do género, mas sinceramente penso que os programas infantis da minha geração (anos 90) foram os mais ricos, até hoje…rs

Tanto, mais tantos desenhos/programas divertidos, educativos e marcantes; motivo este de ter criado este tópico por aqui…rs

Hoje então, trago um dos desenhos mais marcantes para mim: O fantástico mundo de Bobby.

.

.

Para quem não conhece, ou não lembra, contava o cuotidiano do garotinho e sua família:

Bobby: o menino esperto, com imaginação super-fertil; tudo que o falavam, ele “traduzia” dentro de sua cabecinha, rs;

Confesso muitas vezes quando criança, ter feito o mesmo.


Tio Teddy: Tio, amigo e grande companheiro de aventuras de Bobby, o que podemos dizer ser um “menino-grande”;

Tenho um tio assim também, que ando eu e meu irmão éramos pequenos, sempre tinha paciência para brincar com agente, rs.

Martha: mãe moderníssima, fã de Elvis Presley e muito doce; adorava chama-lo de “meu pequeno herói”;

Acho que parecida com toda mãe, rs.

Howard: homem de negócios que apesar dos problemas, levava a vida sempre com bom humor. Dividia a série em forma de desenho e humano (o seu criador: Howie Mendel); este que sempre aparecia no começo e no fim de cada episódio, trazendo sempre um tipo de lição.

Muito parecido com meu pai, e garanto que de muitos também, rs.

Kellie: Irmã mais velha, onde as únicas preocupações que tinha era: fazer compras, fofocar ao telefone, se tornar popular, e depois de um tempo o namorado Jorge. Por estar na adolescência, tinha sempre ocilações de humor que na sua grande maioria, era mal-humor, rs.

Mesmo sem querer, acho que toda menina, irmão mais velha passou por essa fase; confesso que não fui diferente…rs

Derek: Irmão do meio da família, ocupava seu tempo entre os esportes e “pegar no pé de Bobby”, sua maior preocupações assim como o irmão caçula era a mesma: Nada, rs.

Roger: cão da raça Sheepdog também era um grande companheiro de Bobby; com seus grandes pelos, onde já foram encontrados objectos objetos “dentro” dele, rs.

Webbly: Aranha de pelúcia e amiga imaginária. Muitas vezes, não sendo compreendido pela família, a aranha era arrastada a todos os lugares pelo garoto, tanto no mundo real quanto no imaginário, sempre o salvando e o trazendo de volta a realidade.

Tia Ruth: No principio a tia assustadora, por seus beijos molhados, e apertos sufocantes (uma vez que era bem “gordinha”) mas que no fim, acaba sendo “querida”. Cheia das frases do tipo: “como você cresceu”;

Acho que muitos já tiveram alguma “tia” assim…rs


Jakie: garota de longos cabelos ruivos, “amiguinha” e apaixonada por Bobby.

Quem nunca teve um “namoradinho(a)” de infância…rs.

.

Ai, confesso que ao fazer esse post, me deu uma saudade desse tempo…

O assistia sempre com minha mãe… Que vontade de correr pra perto dela, rs

Beijos.

23 Comentários
!-- WP FOOTER -->